domingo , 17/12/2017
Breaking News
Home / CONHECIMENTO / A Justiça determina: iPod quebrado por suor deve ser trocado

A Justiça determina: iPod quebrado por suor deve ser trocado

Já há algum tempo (em 10/12/2010) escrevi um post aqui no TuDiBão relatando que meu iPod que havia parado de funcionar dois meses após a compra, por ter entrado em contato com suor. O fabricante disse que não havia conserto e que a garantia não cobriria a troca, já que ele havia sido danificado sendo usado para correr, prática que eles incentivam através das fotos nas propagandas do produto, site e embalagem, sendo que o usuário é induzido a tal prática, adquirindo o produto para isso.

Trata-se de publicidade enganosa, por ação e por omissão. Por ação, porque sugere em suas fotografias um uso do equipamento que pode danificá-lo. Por omissão, porque omite em sua publicidade qualquer referência de que o equipamento não pode ser usado próximo ao corpo  em atividades esportivas pela proximidade do suor. O artigo 32 do Código de Defesa do Consumidor impõe que “os fabricantes e importadores deverão assegurar a oferta de componentes e peças de reposição enquanto não cessar a fabricação ou importação do produto”, ou seja, a Apple deve consertar ou trocar o iPod que vende.

Na ocasião entrei com um processo judicial na Vara dos Juizados Especiais de Campinas, sob o nº. 114.01.2010.069476-2. E abri uma denúncia no Ministério Público do Estado de São Paulo visando impedir futuros prejuízos a outros usuários de iPod em corrida.

Finalmente saiu a sentença, que transcrevo na íntegra abaixo:

Dispensado o relatório, nos termos do art. 38 da Lei 9.099/95, passo a decidir. No mérito, o pedido é procedente. O autor comprou um iPod Nano na empresa ré e o utilizava em treinos de corrida. Acontece que dois meses depois de adquiri-lo, parou de funcionar. Ao procurar a autorizada da empresa ré foi informado que a “placa interna” do equipamento tinha queimado por contato do aparelho com o suor do corpo e por essa razão não poderia ser efetuada a troca do objeto, devido ao mau uso do autor. Entretanto, conforme figuras de fls. 05 à 07 a empresa ré, a propaganda do aparelho incentiva o uso do mesmo em atividades físicas. Todas as figuras retratam esportistas se exercitando com o aparelho fixados em seus corpos. Evidentemente, a ré vende a imagem de um produto que admite extensivo contato com o suor e, portanto, com a umidade. Destarte, se o aparelho parou de funcionar por excesso de umidade, sendo que o autor o utilizou exatamente como a ré incentiva, o equipamento é defeituoso e não atinge a finalidade a que se destina. In casu, verifica-se autêntica relação de consumo, cuja colocação de bens e serviços no mercado a cargo dos fornecedores suscita, em contrapartida, a responsabilidade, decorrente do inadimplemento da obrigação contratual ou da violação de direitos tutelados pela ordem jurídica de consumo. No presente caso, inquestionável a responsabilidade pelo fato do produto, capitulado no art. 12 da legislação consumeirista, que decorre da exteriorização de um “vício de qualidade”, ou seja, de um defeito capaz de frustrar a legítima expectativa do consumidor quanto à sua utilização ou fruição. Nesta concepção, no presente caso, comprovado que o defeito apresentado no objeto adquirido pelo autor causou sua desconformidade, comprometendo sua prestabilidade ou servibilidade. Nesta hipótese, conclui-se pela existência de um vício ou defeito de concepção. Nas sábias palavras de Zelmo Denari: “A doutrina costuma surpreender três modalidades de defeitos nos produtos: defeito de concepção, também designado de criação, envolvendo os vícios de projeto, formulação, inclusive ‘design’ dos produtos; defeitos de produção, também denominados de fabricação, envolvendo os vícios de fabricação, construção, montagem, manipulação e acondicionamento dos produtos; defeito de informação ou de comercialização, que envolve a apresentação, informação insuficiente ou inadequada, inclusive a publicidade. Os defeitos de concepção tanto podem resultar de erro no projeto tecnológico do produto quanto da escolha de material inadequado ou de componente orgânico ou inorgânico nocivo à saúde. Evidenciado o defeito, provoca uma reação em cadeia, alcançando todos os produtos da mesma série.” (Código Brasileiro de Defesa do Consumidor, Ed. Forense Universitária, 6ª, ed., p. 160 /161). Neste raciocínio, por ser tratarem de vícios de concepção ocultos e pre existentes à aquisição do produto pelo requerente, faz jus à troca do aparelho e sua pretensão encontra guarida no contido no parágrafo primeiro do artigo 18 do CDC, que estabelece: “Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha: “I – a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso; II – a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos; III – o abatimento proporcional do preço.” Assim, cabe convir que o Código de Defesa do Consumidor coloca à disposição do consumidor três alternativas, sem hierarquizá-las, como forma de evitar qualquer prejuízo que possa ter tido com a aquisição de um produto viciado, podendo utilizar qualquer delas, bastando para isso que o vício não tenha sido sanado no prazo legal. Ante o exposto, JULGO PROCEDENTE o pedido inicial ordenando a empresa requerida que efetue a troca do equipamento quebrado “Ipod Nano 16 G Grafito” do autor por um novo e idêntico, em 10 dias (dez dias), sob pena de não o fazendo, a partir do 11º dia (décimo primeiro dias), ser-lhe cominada multa diária que arbitro em R$ 200,00 (duzentos reais), pelo prazo de 30 dias, sendo que após 60 dias (sessenta dias) sem cumprimento da obrigação, a condenação poderá ser transformada em perdas e danos a requerimento do credor , conforme previsto no art. 52, inc. V da Lei nº 9.099/95. Nos termos do art. 55 da Lei nº. 9.099/95, não há condenação em sucumbência. Após o trânsito em julgado, manifeste-se o credor em 05 (cinco) dias em termos de prosseguimento do feito, requerendo o que de direito, sob pena de destruição dos autos. Deixo de condenar as vencidas nas verbas de suculência em razão do disposto no art. 55 da Lei 9099/95. P.R.I.C. Campinas, 09 de agosto de 2012 ERIKA FERNANDES FORTES Juíza de Direito

Pois é, quem suou com o iPod e perdeu seu aparelho, agora já sabe: “Pique total nos processos contra a Appe”

About Aldo Batista

Advogado atuante em Campinas, com pós em Direito Empresarial e Processual, MBA em Mkt e Finanças, mestre em Comunicação Social e Doutorando em Direito. Trabalha há mais de 10 anos como professor universitário em diversas instituições, tanto para turmas de graduação como pós.
Especialista em Legislação Publicitária, é autor do livro “Publicidade Comparativa”. Twitter: @AldoBatista. Confira a apresentação completa dele.

Check Also

Medicina virtual e os sites de clubes de compra coletiva!

É incontestável que os clubes de compras coletivas cresceram de tal modo que viraram febre …

Jac Motors: enganosidade à chinesa!

É fato público e notório que os veículos chineses estão “invadindo” os países, inclusive o …

82 comments

  1. Tive o mesmo problema com 3 Ipods nanos,q enquanto duraram a garantia foram trocados na assist da Apple aqui….Claro q não sabia q o problema é este,pois se soubesse jamais iria correr com eles…. E agora qdo o 3º "morreu" e a garantia acabou só me resta usar na conexão do carro,pois é o único local q funciona(a tela esta preta e não vejo nenhum comando)…..Ou seja uma droga….Se o rapaz da assist tivesse me falado eu teria corrido com um suporte…..

    • Pois é, falta de informação parece ser algo bem característico da Apple. O meu anterior apagou tb , mas agora ganhei outro e um dinheirinho a mais.

    • Adriana, o prazo para acionar casos de vício oculto, começa a partir do momento que o consumidor descobre o defeito, não importa que a garantia tenha acabado, portanto, vc ainda pode acionar a justiça. Boa sorte!

    • Oi Aldo, estou com o mesmo problema.
      Um amigo trouxe pra mim um ipod 6g da Alemanha. Usei ele durante um bom tempo.
      Quando bateu o suor, ele apagou. Não está mais na garantia (faz dois anos que comprei).
      Fui numa loja da Apple aqui em Recife e não consertam o ipod, apenas fazem a troca fidelizada (por um preço menor).
      Tb sou advogado e voi acionar a apple. Qual o endereço que vc colocou para citação?
      Vc se incomoda de mandar sua inicial e a sentença?
      Desde já agradeço,
      Cristiano Gurgel
      cristianogurgel@hotmail.com

  2. O meu problema foi com o fone do iPod Shuffle, depois de começar a usar na academia ele começou a dar defeito, começou a acionar sozinho e depois parou de funcionar. Aí como todos os controles são feitos no pelo fio do fone de ouvido (não há botões no iPod Shuffle) o aparelho ficou inutilizável. Para poder usar o aparelho precisarei comprar outro fone e tem que ser original da Apple, mas tenho o medo de dar o mesmo problema que acredito tenha sido causado pelo suor.

    • O bom seria você contatar a assistência técnica autorizada, para confirmar o que deu o problema. Se for que não pode haver contato com o suor, então não adiantará mesmo você ficar comprando fones para o mesmo uso: ou muda o hábito, ou muda o equipamento para um que aguente.

    • Daniel este shuffle realmente tem problema de Suor com o fone de ouvido e os controles que nele estão. Este foi o real motivo da Apple ter retomado o antigo formato do shuffle .

      Só comprando outro fone e parando de usa-lo em corridas.

  3. Boa tarde!
    Graças ao bom Google vim parar aqui! rs
    Estou com um problema parecido…mas estou me sentindo num "mato sem cachorro".
    Ganhei um iPod Nano 6G há dois anos e há uns 2 meses atrás ele travou o botão home (espero de verdade que não aconteça isso com vc!) e vi no Google que é um problema muito comum nessa geração (ou seja, eles deveriam ter feito um recall, pois não é mau uso e sim defeito de fabricação/projeto)…
    Como vi diversas posturas das assistências nos países pelo mundo, resolvi arriscar mesmo sabendo que não estava na garantia…Eu estava mesmo disposta a pagar pelo conserto caso ele valesse a pena.

    Porém fui na My Store e fui orientada pelos atendentes a esquecer, porque esse Nano não tem conserto (falaram praticamente a mesma coisa que disseram pra vc quando vc foi procurar a assistência)…
    Me indicaram várias lojas não-autorizadas pra eu arriscar a levar meu iPod.

    Levei em um técnico que arriscou a abrir o aparelho (afinal de contas, perdido por perdido, não custava eu tentar né?) e constatou que o defeito é na parte interna do botão…que foi mal projetado e usaram um material sem-vergonha pra fabricar…
    Mesmo que fosse consertado, seria algo paliativo, mais tarde aconteceria de novo..

    Como vi muitos casos de causa ganha em processos contra a Apple, pensei em entrar na justiça pra conseguir pelo menos o dinheiro de volta…não tenho mais interesse nenhum em ter um iPod igual a esse que eu sei que vai dar o mesmo problema e ficarei "na mão" de novo…
    Mas tbm tenho medo pois o iPod já foi aberto…
    Vc poderia me auxiliar? Me dar uma luz ou fazer eu me conformar que não tem jeito? rs

    Deixo aqui meu contato via e-mail.

    Agradeço a atenção!

    • Vou contatar o Aldo pra lhe responder, mas acredito que você possa processar sim, e quanto a ter aberto, você pode usar a análise desse técnico como um laudo, onde dessa forma ele constatou o problema como lhe descreveu. Creio que se provar que é defeito de fabricação, fica provado o envolvimento da Apple na substituição do modelo (ou recall que deveriam ter feito). Mas deixa o Aldo lhe orientar certinho depois.

    • Raquel poderia entrar com ação se estivesse na garantia. Como já se passaram dois aos e dois meses creio que nao ganhara, pois existe uma teoria no direito do consumidor que o defeito oculto seve ter aparecido no prazo de vida média útil do equipamento. Um exemplo: geladeira tem prazo de vida media de cinco anos. Qualquer defeito que apareça após esta data nao terá respaldo legal, pois a geladeira já funcionou mais do que o esperado.
      A discussão será em torno de qual é o prazo de vida do iPod. Se superior a dois anos vc terá chance, mas terá que comprovar que foi problema de fabricação. O que será vence complicado pois já foi aberto.
      Se o prazo for inferior, sem chances de vitoria.
      Entendeu?

  4. Bom, tenho um iPod Nano 6g que recebi num recall da Apple, na ação que realizaram no fim do ano passado/começo deste ano.

    Hoje, sem qualquer motivo aparente, visto que eu não estava realizando nenhuma atividade "perigosa" ao equipamento, ele parou de funcionar. Não liga, o computador não reconhece, não consigo resetar o mesmo.

    Por ser de recall, eu tinha direito a garantia por 90 dias, a partir de 12/01/12, que foi quando recebi o "email-garantia".

    Agora eu tenho um produto defeituoso, com menos de 1 ano de uso e sem garantia. Qual atitude devo tomar?

    Obrigada!

    • Oi Juliana . No seu caso, eu entraria alegando vicio oculto. Falha oculta, mas o prazo para alegar isso é de 90 dias após a percepção do defeito.
      Curioso terem feito recall. Nao recebi email nenhum sobre este recall. Vai ver que o meu nao estava na lista de problemáticos e com defeito.

      Tente isso. Caso queira , mando o modelo.

      • Olá Aldo, tudo bem? Eu gostaria que você me mandasse o modelo, pois já é a segunda vez que isso acontece comigo. Será que é causa ganha? Meu e-mail é maaa.88@hotmail.com

        • Encaminhei seu recado (e email) para o Aldo lhe enviar o modelo assim que ele puder. As chances de você ganhar é grande, já que existe jurisprudência (caso do autor desse post, ganho anteriormente). Entretanto não dá para afirmar, pois cada caso é um caso – e cada um é julgado por um juiz.

  5. Olá meu ipod nano apagou no domingo durante o treino de corrida. Comprei em julho deste ano de 2012. Fui na assitencia tecnica hje e disseram a mesma coisa. A trava azul foi acionada em função do contato com suor. Gostaria de ter orientação em como entrar no juizado de pequenas causas. Nao sou advogada. Ja falei com SAC da apple que disse que nada pode fazer. Obrigada,

    Elisa

  6. tive um shuffle e parou de funcionar e ganhei outro, agora aconteceu a mesma coisa ele simplesmente não liga mais, agora um aparelho que foi projetado pra pratica esportiva e não pode usar na corrida, brincadeira né?indignado!

    • Oi Neto . Eu fiquei com a mesma indignação, mas ouvi ate algumas pessoas dizendo que ele não foi feito para atividade esportiva, mas para Musica apenas. Acontece que a publicidade da Apple é direcionada para atividade esportiva e também ganham dinheiro com isso já que a maioria dos usuários pratica esportes.

  7. Olá!

    Tenho um Ipod Nano 16GB 6TH generation, o botão power afundou e pelo que me passaram é um problema crônico, sem solução…
    Como eles podem simplesmente não arcar com os custos de um aparelho que deixa de funcionar?
    Tenho o aparelho a um ano e um mês, ou seja, fora da garantia, e sem garantia não há a troca… O que eu faço?

    • Em seu caso realmente não tem o que fazer, já que pela lei do Brasil a garantia é de 1 ano – e seria o que o fabricante garantiria. Agora, se você tiver como provar que o defeito é anterior ao vencimento da perda da garantia, que já vinha dando antes, que é um problema de fabricação (isso através de laudos de empresas que ajudem a comprovar), bem, nesse caso você poderia entrar na justiça e exigir a troca do equipamento.

    • Oi Wallace é realmente a sua garantia já foi, mas se conseguir comprovar que é um defeito de projeto e oculto consegue estender este prazo para 90 dias após a descoberta do defeito. Entretanto, referida comprovação é um pouco difícil de se provar.

    • Wallace, seu caso foi exatamente igual o meu.

      Postei um comentário um pouco antes de vc, aqui em cima.
      Dá uma olhadinha na minha saga…
      Agora estou aqui com um mini-peso de papel, que na verdade nem pra isso é útil…

      Boa sorte pra vc!

  8. Olá,
    Eu tenho um ipod shuffle que comprei nos EUA, tenho por ele por uns 2 anos já. Fui correr e na volta da corrida ele apresentou defeito: não ligava mais. Será que posso processar a Apple como você fez?

    • O seu está fora da garantia, você não irá adiante com o processo, já que pela legislação brasileira já acabou a responsabilidade do fabricante.

    • Oi VIctor dois anos já está fora da garantia. Não conseguirá. Até porque se utilizar o meu argumento que foi enganado, por qual motivo esperou dois anos? Se ele funcionou por dois anos correndo não apresentou um defeito em um prazo razoável que considerasse que a Apple fez publicidade enganosa. Até porque vc usou o equipamento para a finalidade que o adquiriu.

  9. Olá Aldo, então, meu display começou a apresentar problemas na tarde de hoje ainda, a tela fica branca, tem faixas verticais e assim que percebi vim para a internet verificar alguma situação parecida com a minha e me espantei em ver que é comum, pois como vários outros usuários aí eu utilizo ele basicamente em atividades físicas.
    Meu nano 6g foi comprado em julho/agosto nos Estados Unidos, comprei com garantia extendida, mas me o que me fez cair os butiás do bolso é o fato que não é coberto pela garantia esse problema de contato. O que devo fazer, como prosseguir? No meu caso é possível alegar vício oculto, já que o tempo de uso dele mal passa de meio ano?

    • Rafael, já foi identificado pela assistência técnica oficial da Apple (ou a loja) que o problema foi causado por suor (por causa da atividade física)? Se sim, só lhe resta acionar a justiça, da mesma forma que o Aldo fez. Se seu problema é outro, de toda a forma tem que tentar primeiro acionar a garantia (não se fie somente no que ler na internet) e, caso eles se recusem a consertar, ai sim pode acionar na justiça, desde que munido de material que comprove que seja um defeito de fabricação (laudo de outros técnicos, por exemplo) e assim conseguir que eles se responsabilizem pelo problema.

  10. Olá Aldo, então, meu display começou a apresentar problemas na tarde de hoje ainda, a tela fica branca, tem faixas verticais e assim que percebi vim para a internet verificar alguma situação parecida com a minha e me espantei em ver que é comum, pois como vários outros usuários aí eu utilizo ele basicamente em atividades físicas.

    • Está na garantia? Se está você pode tentar levar e ver o que falam (torcendo pra que não digam que o problema é suor – rs). Se for outro problema, acredito que a garantia resolverá, entretanto se for suor, como você já deve ter lido nesse post, no anterior e nos comentários, só se entrar com uma ação na justiça. Agora se a garantia já expirou, só lhe resta tentar uma assistência técnica paralela ou dar o equipamento por perdido mesmo.

      • Aqui é o Rafel Denardi novamente…. Então a garantia vai até 21 de julho de 2013, fonte é o site da apple, acontece outro problema, ganhei de aniversário e não me deram a nota fiscal e acabaram por extraviar ela… pior que foi comprado em Orlando, na apple store do Mall at Millenia. Já era? hehehe obrigado

        • Bem, diante dos fatos (e "roubando" suas palavras"): já era! Sem nota fiscal não existe garantia. Sua única alternativa é tentar buscar uma assistência paralela, pra ver se tem conserto (e se vale a pena, claro).

  11. Ola, estou com o mesmo problema, suor…
    Comprei meu Ipod nano 6 nos EUA, tenho nota e garantia ate Abril de 2013.
    Posso entrar com o pedido de troca (garantia) aqui no Brasil?

    Obrigado e abraços.

    • Pode sim., mas a Apple poderá questionar que vc comprou fora do pais e que a garantia não funciona no Brasil. Dai vc tera que provar que a garantia é mundial e que ela atende pessoas no Brasil que compraram fora do pais. Não é difícil.

  12. Olá! tive o mesmo problema ontem! Maeu Ipod nano parou de funcioanar após meu treino de corrida! Lamentável! Procurando por uma solução cheguie neste site!
    Obrigada!

  13. Boa tarde Aldo, primeiramente quero te dar os parabéns pela coragem de bater de frente com essa empresa que se acha a dona do mundo!

    E gostaria tbm de saber se pode me ajudar no meu caso…comprei o novo iPad 4, faz 1 mês e meio. Estava andado pela casa e usando ele na mão, e acabei esbarrando ele na parede, e nao foi uma esbarrada forte, mas o suficiente para rachar a tela. Liguei no suporte Apple, e a resposta foi, q nao podem fazer nada, pois nao sabem como realmente aconteceu isso, eles nem troca. Por um novo. E nem ao menos consertam, ou seja tenho q ficar com um produto de 2,500 reais com a tela rachada, pois nem pagando eles tem peça para consertar. Que bate com o que vc disse sobre o atrigo 32 da nossa lei!

    Obrigado desde já!

    Abraços.

    • Vou passar para o Aldo responder sua dúvida, mas, que eu saiba, nossa legislação não dá cobertura de garantia para danos causados por uso, só os de fabricação – o que não é seu caso.
      E, o que já ouvi falar também, a Apple não dá assistência, pois o equipamento não dá pra abrir, quebrou é jogar fora!

    • Oi Victor você pode usar sim o artigo 32 do CDC. Como a empresa colocou o produto no mercado ela é obrigada a colocar as peças de reposição. Ademais, não colocar a peça de reposição é um dado essencial que deve ser informado ao consumidor na publicidade, sob pena da publicidade ser considerada enganosa por omissão. Dá uma briga boa, mas creio que vc ganhe.
      Qual o seu mail? Te mando a cópia da minha ação.

  14. Obrigado pela rapidez da resposta!

    Mas o meu caso nao da pra enquadrar no artigo 32, pq eles são obrigados a oferecer peças de reposição, nao é possível um produto tão tecnológico como eles mesmo falam ser assim " descartável ".

  15. Olá Silvia, desculpa vir atrapalhar novamente, mas conseguiu falar com o Aldo? Obrigado!

  16. Boa noite tive o mesmo problema que o Victor, e a Apple me disse que nao conserta, mas como assim nao conserta? Quebrou jogo no lixo? Ou então levo em uma tecnico q nao seja autorizado Apple, pago caro, e ainda perco a garantia da Apple? Qual a vantagem de ter garantia então?
    Pelo que estou vendo o meu caso e o dele podemos usar este artigo 32 da lei, pois eles são obrigados a ter peças para reparo! Poderiam me ajudar também? Obrigado! Beijos!

  17. INDIGNADA! esta é a palavra que uso para descrever a decepção que tive com meu Ipod Nano 16G. Ontem, durante minha corrida ele parou de funcionar. Tentei religar e nada. Poderia ser falta de bateria, mas tinha carregado…
    Chegando em casa conectei ao PC e a tela estava como jornal molhado. Ainda funciona se estiver ligado ao PC, pois fora disso, os botões de comando não respondem.
    Hoje procurando por explicações me daparo com o "tudibão" que no meu (nosso) caso, foi "tudiruim", né?
    Comigo é ainda pior, pois encomendei por um amigo que foi para NY. Não sei se ele está com a nota fiscal. Tenho ele há 1 mes. Não é justo a empresa não avisar que não pode molhar com suor. No meu caso, depois de 5km de corrida, só se eu pendurar na aba do boné, pois é o único lugar que não está molhado.
    O que faço Aldo?
    Obrigada, tenha um bom dia!
    Vera Milczarek

    • Tente enttrar com a ação judicial alegando que a garantia da Apple é mundial , que eles não colocam peças de reposição no mercado, pois não tem conserto e, por fim, que é publicidade enganosa,. Pode dar certo. Tem de tudo para dar. Boa sorte.

  18. Aldo tive o mesmo problema com meu ipod 6, corri ontem, e hoje senti o botão afundado. Comprei em dezembro de 2011, perdi a garantia a 3 meses? Existe algo que eu possa fazer? Meu e-mail é junk3r4@gmail.com. Agradeço desde já!

  19. Só para deixar um fato acontecido comigo, tenho um ipod nano 6G 16GB e tive problema com o fone de ouvido fui até a assistência técnica em Campinas SP a RCS Tech, que pelo próprio sitie da Apple verificou que o ipod tinha garantia, pelo número de serie, a troca do fone foi feita automaticamente, quer dizer após 10 dias, detalhe o ipod foi comprado em Nova York, ou seja os ipod's tem garantia internacional, podendo ser usada aqui no Brasil também

  20. Oi tenho um iphone 4 meu botão power deu uma afundanda e ele ta duro de um lado mais ainda da pra usar apertando mais forte do outro lado. queria saber se isso e motivo de troca ? Ainda esta na garantia

  21. Olá, tenho um Ipod Nano 6th que foi adquirido na Australia no dia 28/04/2012. Acontece que há uns 6 meses atrás a tela dele rachou acidentalmente. E como já sabemos a Apple não faz a substituição por dano acidental. Só que no dia 12/04/13 o botão de ligar e desligar travou. Então procurei a assistência autorizada aqui em Salvador, que no caso é a Itown. Eles me disseram que não poderia efetuar a troca porque a tela touch estava rachada, mesmo que o problema seja no botão defeituoso. Argumentei que mesmo que a tela esteja com defeito isso não estava impactando na funcionalidade do aparelho, como mostrei ao técnico da loja. Então técnico me disse que o que poderia ser feito é a recompra do aparelho que funcionaria da seguinte forma: Eu dava o meu aparelho com "defeito" e compraria um aparelho novo pelo valor de R$ 350,00. Mais a questão é, que não gostaria que eles trocassem meu aparelho pelo um novo, e sim que resolvesse a questão do botão do aparelho, que isso sim está impactando na funcionalidade do aparelho. Eles disseram que não tem como resolver o caso. Ainda não contente entrei em contato com o 0800 da Apple abrindo 3 números de protocolos e expliquei todo o caso e nada foi resolvido até o presente momento. A minha preocupação é: que a garantia se expira em 28/04/13 e nada até o momento foi resolvido. O que pode ser feito nesse caso? Obrigado pela atenção.

    • Entre com um ação no juizado especial cível explicando isso e argumentando que não há peças de reposição (não há conserto nem pagando) e a Apple não explicou isso na propaganda. É um dado essencial que deve ser informado sob pena de publicidade enganosa por omissão

  22. resumindo aldo eu usei meu ipod nano como relogio e o suor fez parar !!!!! lendo todos os artigos a maioria teve prejuizos em comprar nano da 6 geraçäo ! será que publicando no facebook podemos aderir mais pessoas que estão com problemas!!!!!!!

  23. Então, estou com o mesmo problema. Comprei o meu Ipod nano 6 porque adorei a ideia de poder correr escutando um bom som e marcando tempo e distancia. Para minha surpresa, depois de varias semanas de uso, o botão de baixar volume e o de ligar/repousar não respondem. Graças ao nosso amigo google cheguei aqui e pude ver qual era o problema. Obrigada. Mas agora surge a dúvida, o que fazer. Comprei usado, funcionava ok, ate que eu comprei a pulseira para o ipod. Falei com a autorizada e me dizeram que existe um programa de troca, mas o preço e de um novo. Tenho medo de levar a um ténico e estraguem de vez. Será que se todos fizéssemos um reclamo por propaganda enganossa não poderíamos recuperar alguma coisa.

    • O Aldo moveu uma ação contra a empresa, exatamente alegando propaganda enganosa, e cada um pode fazer isso (as ações são individuais).
      Agora seu caso é complicado, pois você não tem a nota fiscal do produto, não tem nem como provar o tempo de uso, facilmente eles sairão do problema, alegando que você sequer está coberta pela garantia.

  24. Que droga isso! Tenho um iPod nano igual e acabei de ter problemas com ele. O aparelho tem 2 ou 3 anos de uso e foi comprado na França. De uns 8 meses para cá que passei a usá-lo para correr e, agora, a tela parou de acender. Tentei fazer o procedimento que o site da Apple indica e a tela não acende. Ele até funciona, mas a tela tá preta. Nunca mais comprarei um igual.

    Deixo o meu lamento, para fazer volume nos comentários e alertar quem tiver encontrado o seu relato pelo Google.

  25. Caros, estou no 6o iPod Shuffle. Hoje, pronto pra corrida, fui no 6o e nada. Ele morreu totalmente. É brincadeira, já efetuei 4 trocas e sempre a mesma coisa. Simplesmente pára de funcionar, não acende nada, não liga nada. Não tenho nem cara de ir na loja de novo pra solicitar outra troca, até por que faço uso para atividades físicas e NÃO ACREDITO MAIS NESSE PRODUTO. Que m…..

  26. Boa noite, assim como vários usuários esta semana experimentei o desgosto de ter um Ipod ao procurar uma loja para relatar o problema. Comprei no exterior em julho de 2011 e esta semana ele apagou. Você acha que é possível conseguir a troca ainda assim. Moro em Belo Horizonte. Qual órgão devo procurar para entrar com o processo?
    Desde já agradeço pela atenção.

  27. Olá Aldo! Lembra de mim? Peguei seu modelo de inicial e entrei no JEC. Um ano e um mês depois foi a audiência de conciliação. A Apple não quis nem discutir e na contestaçào, alegou preliminarmente “necessidade de perícia” sendo que na Assistência, nem pra perícia foi, pois rejeitado sumariamente, mesmo na garantia. Agora volto a perguntar-te: o que alego nessa “necessidade de perícia”? Tenho 2 dias para impugnar. Se não tem mais meus contatos, são sibelly.adv@gmail.com. Tenho whatsapp. P.s.: a audiência foi hoje. Grata mais uma vez!

  28. No meu caso, o botão liga-desliga/travar-destravar tela parece que afundou e não responde mais. O iPod está funcionando perfeitamente, mas só consigo ligá-lo conectando ao computador ou a uma dockstation. Depois que ligo, não consigo trocar de música, pois não tenho com destravar a tela. Também não consigo desligar. Levei numa assistência autorizada e a atendente disse que o meu iPod não estava na garantia e que a Apple não troca esse botão, só o iPod inteiro, que sairia pra mim no valor de R$ 352,00. Achei um absurdo eles não fazerem o reparo e me obrigarem a comprar um novo. Se eu entrar na justiça, tenho alguma chance?

    • Pergunto: mas seu equipamento está na garantia?
      Se não está mais, não tem o que reclamar, você só ganha em juízo o que a lei te dá de respaldo.
      E Apple não faz consertos mesmo, se está na garantia e dá problemas, eles trocam o equipamento.

  29. Oi, tudo bem?
    Então, meu caso é bem parecido com a da maioria aqui.
    Meu botão do power do nano 6th afundou e agora não dá pra fazer mais nada.
    Porém, a Apple já trocou esse aparelho pra mim e agora em setembro vai fazer 1 ano da troca, ele deu o mesmo problema. Liguei lá e terei que desembolsar novamente R$ 229,00 para troca por um novo aparelho. Gostaria de saber se nesse caso, por já ter passado pelo problema antes e não ter sido resolvido (ou ter sido resolvido temporariamente), é possível entrar na justiça e receber pelo menos o valor pago de volta?

    • Veja, o que você está citando não tem a ver com o teor desse post, já que aqui o autor do post foi levado ao erro de uso, já que o próprio fabricante utilizava fotos do iPod sendo utilizado para a prática de esportes, o que o coloca em contato com suor.
      No seu caso, se você conseguir provar que é um defeito de fabricação, acredito que sim, que consiga colocar na justiça, mas para isso é necessário provas técnicas.

  30. Boa tarde, Aldo! Já li nos comentários e meu problema é o mesmo. O Ipod foi trocado da primeira vez na garantia por esse motivo mas eu achava que era um defeito de fabrica ou algo assim. Agora deu o defeito novamente e que a garantia acabou, eles estão me cobrando a troca. Colocaram no orçamento que o problema foi contato com líquido. Posso entrar com a açao mesmo fora da garantia e já tendo sido feita a troca uma vez? Seria no juizado de pequenas causas? Vc pode me passar uma copia da sua acao? Posso entrar com a açao sozinha mesmo nao sendo advogada?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: